Trocar os vês pelos us

No sketch Travel Agent – vale a pena recordar o hilariante monólogo com que Eric Idle descreve as férias na Costa Brava vendidas pelas agências inglesas  (“…being herded into countless Hotel Miramars and Bellevues, Bontinentals with their international luxury modern roomettes and swimming pools full of draft Red Barrel and fat German businessmen pretending to be acrobats and forming pyramids and frightening the children and barging into the queues. And if you’re not at your table spot on seven you miss your bowl of Campbell’s Cream of Mushroom Soup, the first item in the menu of International Cuisine…”), estranhamente parecido com isto, que é uma espécie de sua versão noire chic -, o Sr. Smoketoomuch tem um problema: troca os cês pelos bês, embora seja perfeitamente capaz de pronunciar os capas, e por isso diz que come Kellogs Bornflakes.

Algo de muito parecido ocorre com boa parte dos alemães e austríacos quando falam inglês: por razões inexplicáveis, todo o vê ganha o valor fonético /u/ – legal prouision, inuestigation, releuant. É certo que a língua alemã dá à letra vê o som /f/,  mas não desconhece o som /v/, que atribui ao dáblio. Bastar-lhes-ia, portanto, imaginar, como o Sr. Smoketoomuch, que há um dáblio em cada vê…

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Escreva o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s